E se hoje fosse seu último dia?

a vida é curta, e não tem data de validade

Esse ano tem sido de muitas perdas, e isso tem me feito repensar um pouco a vida. Tem feito com que eu valorizasse mais quem eu amo, porque eu percebi, como diz minha mãe, que “a vida passa e não espera ninguém”. Ela passa, e acaba sem avisar, sem data de validade. Acho que a pior coisa da vida é não saber quando ela vai acabar. É pensar que todos nos vamos bem velhinhos, e de repente ir jovem. É não saber quando vamos perder quem amamos, e mesmo assim nós arriscamos e discutimos. E se não der tempo de perdoar? E se não der tempo de pedir perdão?

Eu, particularmente, tenho um gênio péssimo. Sempre me estressei muito fácil, sempre discuti muito fácil, e sempre fiquei de birra. Hoje eu paro e penso que sempre tive muita sorte em ter tempo de pedir desculpas e de ser desculpada. Muita gente não tem essa sorte, e eu não quero ser um deles.

E se hoje fosse seu último dia? Você se orgulharia de tudo que fez? Teria dito “eu te amo” pra todos que ama? Teria perdoado e pedido perdão?

A vida não vem com data de validade. Não sabemos quando vai acabar. Não só a nossa vida, mas a de quem amamos também. A vida realmente é muito curta, e não vale a pena desperdiçar esse tempo com coisas ruins.

Hoje, diga eu te amo, abrace, peça perdão, agradeça, mesmo que não vá ser correspondido, porque o que vale é estar bem com a sua própria consciência. Faça tudo o que tiver vontade, corra atrás de quem e do que quiser. Não deixe para depois. Amanhã pode ser tarde demais. Não corra o risco de se arrepender.

Anúncios