Receitinha pro cabelo: H com glicerina.

Faz um tempo (ão) que não posto nada sobre cabelos, mas isso porque parei por um tempo o cronograma.

Parei porque relaxei (bastante) um pouco, e nesse pouco tempo que fiquei sem seguir certinho já notei uma piora bem grande nos fios. Ainda não voltei a seguir certinho porque sempre bate uma preguicinha de ficar meia hora com gororoba no cabelo hahaha, mas esses dias fiz uma hidratação que anda bem famosa pelo Facebook da vida que amei! Minhas pontas andavam um pouco espigadas por causa da chapinha em excesso e a falta de cuidados, e ajudou bastante a recuperar.

Você vai precisar de:

IMG_3320

  • Creme de hidratação
  • Bepantol líquido
  • Glicerina bidestilada

Nas medidas, usei uma tampinha de Bepantol, uma de glicerina e uma colher e meia de creme. Misturei tudo e ficou assim:

IMG_3326

Normal, como se estivesse só o creme ali.

Passei a misturinha depois de lavar o cabelo (não usei condicionador) e enquanto ele estava úmido. Retirei só um pouco do excesso de umidade com a toalha para não ficar pingando, mas é importante que o cabelo ainda esteja molhado (nem pingando e nem secando); isso pelo fato de que a glicerina pode dar o efeito contrário com pouca umidade.

Depois de aplicar no cabelo todo e passar só um pouco de glicerina pura nas pontas (que estavam mais secas), coloquei uma sacolinha plástica por cima e uma toalha. Assim, a umidade ficaria retida ali.

IMG_3338

Importante: coloque uma touca ou toalha na cabeça para reter a umidade. A glicerina serve para puxar umidade para o fio, por isso ele tem que estar molhado. Sem a touca, a glicerina jogará a umidade do seu cabelo para o ambiente (caso o esteja com umidade do ar baixa) por sua capacidade de extrair água. Com a touca, ela irá puxar mais água por causa do abafamento.

Depois de meia hora, é só enxaguar bem e condicionar. Pode finalizar como de costume.

E é isso! Espero que tenham gostado. Qualquer dúvida, pode deixar nos comentários.

Você cortaria seu cabelo por uma boa ação? #doeCabelo #doeAmor

Olá gente bonita!

Hoje quero tratar de um assunto que já não é novidade: cortar o cabelo.

Mas o foco não é cortar “só as pontas” e muito menos a estética. O que quero focar aqui é a doação.

Mas doação de cabelo?! Sim! De cabelo.

Por volta de uns 2 anos atrás, comecei a ouvir falar sobre projetos de montagem e doações de perucas para mulheres com câncer, o que me fez começar a pensar um pouco na vida.

Todo mundo que me conhece sabe que sou muito vaidosa, daquelas a ponto de não sair de casa sem rímel e corretivo. Todo mundo também sabe que amo meu cabelo e que cuido muito bem dele (caso você ainda não tenha visto alguns posts sobre cabelo por aqui…). Quem me conhece há mais tempo sabe que amo cabelo comprido e que nunca deixaria o meu curto.

Mas acontece que depois de conhecer esses projetos, eu cortei. Justamente por ser muito vaidosa.

Acontece que os projetos me fizeram começar a pensar “e se eu tivesse câncer? E se meu cabelo também caísse todo?”. Por mais fútil que isso possa soar, meu cabelo é uma parte minha bem importante na minha vida. Me faz ser mais confiante, me sentir mais bonita. E se eu o perdesse?

Claro que existem mulheres que tem auto-estima suficiente para não se deixarem abalar pela falta de cabelo, o que é ótimo, porque toda mulher é linda de qualquer jeito. Mas para a maior parte delas, a perda dos cabelos é a pior parte do tratamento; ver o cabelo cair, não poder fazer nada e se sentir infeliz ao se olhar no espelho, sem feminilidade.

E é para isso que esses projetos foram criados. Esses projetos aceitam doações de cabelo para montar perucas e doar para essas mulheres (e crianças) para que elas possam recuperar sua auto-estima. E eu achei isso lindo. E resolvi doar. Porque eu sei que, por mais curto que meu cabelo tenha ficado, ele iria continuar crescendo e não iria cair. Por mais curto que ficasse, eu continuaria com meu cabelo.

Doei 30cm de cabelo. Fui disso:
image

Para isso:
image

E não me arrependo. Porque eu sei que ajudei a deixar uma mulher mais feliz, mesmo não sabendo quem seja. Porque, na verdade, não importa quem seja.

Isso já faz quase um ano, cortei em maio do ano passado, e ainda me sinto bem pelo que fiz. Afinal, cortar o cabelo é indolor e ele já cresceu por volta de seis dedos. Por que eu não doaria? E se fosse eu no lugar daquelas mulheres?

É o tipo de coisa que não dói e não vai te fazer falta. E provavelmente nem vai te custar nada, porque os projetos têm salões parceiros que dão desconto no corte para quem for doar ou até cortam de graça.

Além disso, é o tipo de coisa que com certeza vai te fazer bem. Você pode até não gostar da ideia de cortar o cabelo por gostar dele comprido, por não querer curto, etc. Mas pense: é melhor deixar ele curto para fazer o bem para alguém ou ser uma das mulheres que querem uma peruca porque perderam seus cabelos por uma doença?

Os projetos que conheço são:

Rapunzel Solidária (foi para onde doei) – mínimo de 15cm.

Caixa postal: 57007 CEP: 04089-972 São Paulo-SP

Cabelegria – mínimo de 20cm.

A/C Cabelegria
Avenida Parada Pinto, 3420, Bl. 06, Ap. 33
Vila Nova Cachoeirinha
São Paulo – SP
02611-001

Os dois projetos aceitam qualquer tipo de cabelo, inclusive com química. Ambos requerem que o cabelo esteja preso e seco e que seja enviado em um saco plástico.

Para mais infos sobre os projetos, é só clicar no link de cada um.

Doe também! Juro que não vai doer e que vai aquecer seu coraçãozinho.

#doeCabelo #doeAmor

Cronograma capilar: minha salvação.

Lindezas! Vim aqui contar sobre uma coisa que mudou meus cabelos: cronograma capilar. É um tratamento rigoroso pros cabelos que recuperam quase o cabelo todo. A intenção é que o tratamento reponha o que o cabelo perde nos processos químicos. Nele, cada dia que lavar o cabelo é um dia de tratamento diferente, que contém Hidratação, Nutrição e Reconstrução. A maioria das pessoas diz que o cronograma tem que durar o tanto que o cabelo precisa pra se recompor, MASSSS eu não deixo de fazer mesmo depois de ver meu cabelo bonito, porque uso chapinha e secador sempre e agora também estou tingindo. Cabelo natural, virgem, também pode fazer o cronograma; aliás, recomendo porque processos físicos como sol, vento, mar etc. também desgastam o cabelo. Lembrando que não sou profissional, e tudo que eu disser é baseado em experiência própria e em várias pesquisas.

 

IMG_2416

 

Primeiro, vamos esclarecer o que é cada etapa.

Hidratação:

IMG_2419

Serve para repor a água perdida no fio. É a etapa que deve ser mais repetida, já que perdemos hidratação mais fácil, além de dar brilho e movimento no cabelo. Recomendada para cabelos secos, sem brilho. Seu excesso não causa nenhum mal específico, apenas faltar outros nutrientes para o cabelo. Os ingredientes dessa etapa são glicerina, pantenol, extratos naturais de frutas, vitamina E, ureia entre outros.

Nutrição:

IMG_2418

Serve para dar maciez e emoliência para o cabelo, deixá-lo maleável e diminuir o volume. Indicado para cabelos muito ressecados, volumosos, com pontas ressecadas. O excesso pode causar oleosidade no cabelo, pode deixá-lo pesado e com sensação de sujo. Os ingredientes são manteigas e óleos naturais (como de abacate, de coco, de amêndoas, azeite, de argan, etc.)

Reconstrução:

Serve para repor elementos da fibra capilar, deixar o fio mais forte e mais resistente à quebra. Indicado para cabelos muito danificados, elásticos e quebradiços. O excesso desta etapa é o mais grave: o efeito rebote. O cabelo pode se tornar rígido, opaco, quebradiço, com pontas espigadas. Pode ser confundido com a falta de reconstrução. Os ingredientes são proteínas hidrolisadas e aminoácidos, como queratina, arginina, metionina, glicina, lisina, etc.

É importante também que os produtos não tenham petrolatos, como parafina e óleo mineral, já que eles grudam no cabelo para dar a sensação de maciez, e “entopem” o fio, impedindo que os componentes da máscara funcionem corretamente. eu mesma tenho uns com essas coisas, mas é porque já os tinha em casa.

Eu descobri sobre essa maravilha há pouco tempo, e já vejo muita mudança no meu cabelo. Se tivesse descoberto antes, talvez a mecha de cabelo que doei estivesse mais saudável. Só uma observação pra quem já leu por aí que é tudo mentira, só uma maquiagem e que não funciona nada: pra mim, é a melhor maquiagem do mundo! E, pra mim, é como passar creme no corpo: se a pele é seca e você cuida, fica linda. Se para de cuidar, seca de novo. Tudo tem que ser tratado mesmo, e pra mim é o melhor tratamento que já encontrei. Acho que se você não testar, nunca vai saber se é bom ou não.

Para saber como montar seu cronograma, tem que saber quão saudável ou não seu cabelo está. Aí, você tem uma base para montar de acordo com sua necessidade. Caso precisem, vou deixar uma tabela que não lembro mais onde encontrei aqui no post.
image

Eu não tenho uma tabela fixa. Faço as etapas de acordo com o que percebo que meu cabelo precisa no dia. Só tomo cuidado pra não fazer reconstrução mais que duas vezes por mês (isso quando meu cabelo tá precisando muito), porque morro de medo de dar o efeito contrário. Lembrando que não sou profissional e que tudo aqui é por experiência própria e por conhecimento de outros. Posso estar sendo boba em não fazer mais reconstuções, ou não.

Pra quem quiser saber mais e/ou resolver começar, sugiro que entre no grupo Cronograma Capilar que lá tem tudo que você quiser saber, e pessoas muito mais experientes que eu, além de váaarias receitas e tratamentos, produtos, etc.

IMG_2411

 AQUI tem algumas receitas com ingredientes caseiros que eu uso 🙂 

Gostou? Comenta e curte a página do blog no Facebook 🙂

Misturinha pro cabelo com azeite e mel!

Alou! Vim aqui contar sobre uma misturinha que deixou meu cabelo a coisa mais macia do mundo! É uma receita que vi na internet, resolvi fazer e amei. Usei azeite, mel e bepantol.

Ingredientes: Mais ou menos 8 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem

4 colheres de sopa de mel puro

Meia tampa de bepantol solução

Como eu fiz: Misturei tudo em um recipiente de plástico e apliquei no cabelo seco (pode ser sujo mesmo, tanto faz) mecha por mecha, enluvando cada uma mais ou menos umas 15 vezes, pra garantir que todos os fios tem a mistura. Deixei no cabelo por 1:30h, passei shampoo antes de molhar o cabelo e massageei (ajuda a tirar o óleo), lavei mais duas vezes com shampoo e usei uma ampola de nutrição.

Meu cabelo ficou lindo, com um brilho lindo, suuuuper macio e com as pontas bem mais bonitas. O único problema dessa mistura é que pra quem tem cabelo tingido (como eu), acaba desbotando um pouco, mas nada que um tonalizante não recupere. Faço essa mistura no dia da nutrição do Cronograma Capilar. É bem demorada, mas vale a pena fazer as vezes.

E aí, vai tentar? Se tentar me conta!