Carta para o meu antigo eu…

Eu, uns 5 anos atrás.

Eu, uns 5 anos atrás.

Oi, meu bem.

Como você anda? Sei que você tem se sentido sozinha, confusa. Sei que você ainda é nova e que quer abraçar o mundo. Sei que você tem uma vontade enorme de agradar todo mundo. Sei que você tem medo do que está por vir. Mas deixa eu te contar umas coisas.

Daqui um tempo (não muito, para a menina da foto), você não vai mais estar sozinha nesse mundo. Sabe um garoto, que você conheceu anos atrás? Ele vai virar seu melhor amigo e seu namorado. Ele vai ser a melhor coisa que já aconteceu na sua vida e vocês vão passar muito tempo juntos (em 2015, já serão 4 anos).

Você ainda vai aprender muito; a querer agradar a si mesma, a ser mais independente, a pensar por conta própria. Você vai (finalmente) mudar de cidade e vai entrar em uma faculdade pública, não exatamente no curso que você quer hoje. Vai ser difícil, bem difícil, e vai continuar difícil. E eu ainda não sei como você vai se formar. Um dia eu conto isso.

Você vai passar por muita coisa, vai amadurecer e mudar seu jeito. Vai conhecer pessoas maravilhosas, vai deixar de conhecer outras (que no fim, nunca foram tão importantes assim) e vai continuar conhecendo quem realmente valia a pena. Vai continuar amando livros, vai ter mais um blog e vai ter ido para a Disney 2 vezes. Sim! Duas vezes! E sabe esse pensamento de que você ainda se sente muito nova, e que daqui uns anos vai se sentir mais adulta? Em 5 anos, você ainda vai pensar assim.

Você vai aprender a valorizar mais as coisas e as pessoas de um jeito ruim. Vai perder um laço muito importante na sua vida. Mas é assim que a gente cresce.

Sobre querer abraçar o mundo, vou te contar: não dá. Deixa de tentar. Não dá pra agradar todo mundo, pensar em todo mundo, querer tudo. É uma coisa de cada vez, e você vai ver que com o tempo algumas coisas perdem a importância.

Sei que o futuro (ou o passado?) não parece tão bom assim. Mas é, sim. Vai mudar muito, mas hoje eu sei que é bom mudar. Hoje, eu te diria para mudar mais. Para se arriscar mais, tentar mais, se arrepender menos, pensar mais. Te diria para se preocupar menos, esperar menos. Para tentar ser uma pessoa melhor; não para os outros, mas para você mesma.

Sinto muito se não te contei que você ia ganhar na mega sena ou entrar em Harvard, mas acredite em mim: você vai sobreviver.

Com amor,

a futura você.

Essa postagem faz parte do tema da Blogagem Coletiva do grupo

Coisas de Blogueiras e também está presente no grupo Rotaroots.